Checklist de Setembro

setembro 20, 2010

Sem qualquer delonga, vamos à checklist de Setembro! Ebaaa! A única checklist que chega praticamente no final do mês, mas fazer o quê, né?

Para acessar a checklist, direto do site Universo HQ, clique aqui.

E vamos ao Troféu Starbucks, que congratula os melhores lançamentos da DC Comics e Marvel Comics! E tem novidade: esse mês resolvi considerar apenas as revistas regulares. Se não for assim, sempre vão ganhar as edições especiais, é sacanagem!

E o Starbucks vai para…

Batman #94

Gente, é Grant Morrison e Frank Quitely. Os dois artistas estão fazendo um grande trabalho com os novos Batman e Robin. Apesar da desconfiança em cima do Dick, sua fase como Batman ao lado de Damien Wayne como a dupla dinâmica está genial demais! Se os personagens não agradam os fãs de Bruce Wayne, tudo bem. Mas digam-me, tem como criticar a dupla dinâmica de artistas? Não! Troféu Starbucks pra eles!

Jesus, quem ganhará o Starbucks?

Novos Vingadores #80

Tenho que confessar: essa foi difícil. Tenho achado o atual momento da editora Marvel aqui no Brasil meio fraquinho e justamente por isso deixei de acompanhar. Mas nesta edição de Novos Vingadores temos o renascido Capitão América com uma grande história premiada com uma boa arte. Sem dúvidas, o melhor título que a Panini oferece da editora Marvel. Merece ou não um Starbucks?

Um olhar sobre Scott Pilgrim

setembro 18, 2010

Scott Pilgrim é uma merda. A novela teen-nerd de Bryan Lee O’Malley é uma das HQs mais comentadas no último ano, parte graças ao filme Scott Pilgrim vs. The World, parte graças ao fim da série em quadrinhos lá nos EUA. Infelizmente, tanta divulgação criou uma atmosfera desagradável em torno da publicação. Ela é o novo hype do mundo quadrinístico. Alguns sem-noção, especialmente os “novos leitores” de comics (os mesmos que ouvem Restart) chegam a considerá-la a salvação das HQs ou coisa pior. Mas deixem todas essas chatices de lado e realizemos uma análise: Scott Pilgrim é mesmo tudo isso?

Sinceramente? Não. Difícil encontrar algo de espetacular na história. O roteiro é bastante comum e, caso fosse publicada de outra forma, seria chato pra caralho. Uma história indie-adolescente de amor como qualquer outra. O diferencial é que temos este modelo brutalmente potencializado com elementos nerds. A arte, por sua vez, não impressiona, mas também não incomoda. Agrada os leitores acostumados com mangás, mas, convenhamos, elas não são nada demais. Se há um elemento realmente louvável da história são as referências nerds espalhadas pela trama. Várias citações, principalmente aos games, chegando a um ponto de você pensar que a história acontece num jogo de RPG. Isso é bem legal, ok, mas é meio exagerado. Chega um momento da leitura que enche o saco e você fica procurando eventos verossímeis por todos os lados sem encontrar.

Mas, digam-me, por que Scott Pilgrim conquistou tantos fãs e é tão elogiado por todos? Porque é uma merda! Entendam, Scott Pilgrim é uma série sem qualquer pretensão. Imagino que O’Malley, ao escrever a história, não teve qualquer intenção de ser genial, provocar algum sentimento ou reflexão, nada, NADA disso. Ele só queria se divertir na produção e divertir os outros durante a leitura. Para isso, fez uma história leve, agradável, cheia de elementos pra você, que joga Super Nintendo desde guri, achar que alguém no universo finalmente te entendeu. Infelizmente, acho que todo o hype por trás de Scott Pilgrim a colocou num nível de genial, e não sei onde isso começou. Erro de quem pega um exemplar da revista pensando que tem em mãos um novo Sandman ou Watchmen. Isso é um erro enorme e pode comprometer toda a diversão da leitura. Aliás, qualquer expectativa sobre a leitura de Scott Pilgrim é negativa. Esperar demais da publicação é um erro.

Scott Pilgrim é assim, uma merda mal-feita mas super divertida. É como uma conversa com aqueles amigos babacas. Você fala besteira por horas, perde um tempão nessa brincadeira, dá risada, e depois volta pra sua vida. Você não leva nada daquela conversa pro seu dia-a-dia, não fica interpretando aquele conteúdo. Scott Pilgrim é pra você ler, se divertir, fechar a revista, deixá-la na estante e pronto, voltar para sua vida. Não é uma obra de arte e nunca teve a intenção de ser. Então, por favor, parem de ficar comentando sobre a história, analisando-a, considerando-a uma grande obra, salvação do universo, melhor série dos últimos anos ou sei lá o quê.

Pra falar a verdade e ser coerente, nem esse post eu deveria ter feito. Mas não aguentei tanta chatice que andei lendo. Vou aqui ler o final da saga e prometo nunca mais tocar no assunto. Façam o mesmo e divirtam-se!

Café com Gibi: Renascimento

agosto 21, 2010

Hal Jordan morreu e (ainda bem!) renasceu anos depois. Vários Flashes morreram e retornaram deixando a cronologia embolada. O Batman morreu e, como você já deve saber, vai retornar. Como todo bom integrante do universo quadrinístico, o Café com Gibi, seu blog preferido, deu um tempo, fez aquela reformulação, e vai voltar. E sim, vamos aproveitar o momento pra mexer no marketing, né? Mas o Café não morreu, como dá pra ver. Estamos mais para o Peter, que deu um tempo e foi cuidar da família. Ainda bem que eu não coloquei nenhum clone primo loiro como substituto, não acham? Na verdade tiramos um tempo para refletir…

Então, queridões, essa zorra vai voltar. Em breve sairemos desse longo Coffee Break (não resisti).

“The end” para Wolverine?

junho 29, 2009

Gente, saquem só a pressão:

fim_2

A Marvel divulgou essa imagem nessa semana. É mais uma daqueles teasers, que funcionam pra deixar a galera louca e criar a maior expectativa para o lançamento da próxima revista.

Mas e aí gurizada, será que o Wolverine vai pro saco?

Há, é claro que não! Tá na cara que é mais uma daquelas pegadinhas do Joe Quesada, editor-chefe da Marvel. Ele é fanfarrão à beça, todo mundo sabe. Vai lá, lança uma imagem dramática como essa, e quando você finalmente compra a revista, não tem fim nenhum pro Wolverine. Só que, a essa altura, não só você mas todos os fanboys mundo afora já compraram a revista e o Quesada encheu o bolso de dinheiro. Simples assim! Sinceramente, esse recurso é até meio manjado pra quem acompanha as HQs regularmente.

Aliás, como todo mundo já sabe, é IMPOSSíVEL matar o Logan. Não faz muito tempo, durante a Guerra Civil, o fator de cura dele funcionou de tal forma que ele se recuperou de uma queda horrorosa de avião. Não acredita? Então veja a sequência:

cura1cura2cura3

Incrível, não? Ah, só mais uma coisa: a imagem não tá igualzinha a um pôster de Exterminador do Futuro?

A história do Corinthians em estilo mangá

junho 28, 2009

A maldição da Turma da Mônica Jovem. Bem que esse poderia ser o título de uma nova seção aqui do blog, só sobre as malditas criações em quadrinhos que surgirão por aí a partir do sucesso da nova Mônica. Eu já avisei a todos: a bomba relógio explodiu. Agora, preparem-se para uma cacetada de publicações de qualidade duvidosa “em estilo mangá” (como se realmente tivesse algo de mangá nisso tudo).

Pois bem, conheçam a nova pataquada nacional: uma HQ em homenagem ao Corinthians.

manga-corinthians-436Timão – Um amor por toda vida (argh!) é o resultado de uma parceria firmada entre a Editora BB e a equipe de marketing do clube paulista. A revista narrará os acontecimentos mais marcantes dos últimos dois anos da história do Corinthians, desde a tristeza total do rebaixamento para a Série B do Brasileirão, até o retorno à Série A e a conquista do Campeonato Paulista de forma invicta. E, claro, precisa nem dizer que vai rolar aquela babação toda sobre a contratação do Ronaldo.

A tiragem inicial é de 50 mil exemplares, e a publicação será vendida em duas versões: uma com formato pequeno, para venda nas bancas de revista, e outra num formato caprichado, com capa dura, para venda nas livrarias. A editora ainda não divulgou o preço de cada versão.

Tá bom, eu tenho que admitir. A iniciativa é interessante. Chega a ser revolucionária, levando em consideração as estratégias de marketing comuns no mundo do futebol. É importante também pra cativar a criançada e conquistar novos torcedores, aumentando o número de marginais corinthianos no Brasil. Mas eu aposto que o material em si é um lixo. Inclusive, poderiam ter escolhido um desenhista melhor, né? Dá uma sacada como ficou o Fenômeno:

- ... Ronaldo!

- ... Ronaldo!

Ah, tenha dó! Quer saber mesmo o que eu penso dessa revista?

AEUHAEUEHEUAHAEUAEHEUAHEAUEAHUAEHAEAEUHWEAIEJAEHEAJA

SÓ PODIA SER O CURINTCHA, MANO!

Futebol e quadrinhos na revista Placar

junho 23, 2009

Parece até que quadrinhos e futebol são coisas impossíveis de combinar, mas não deveriam ser. Até reconheço que existem diferenças perceptíveis entre quem gosta de cada lazer. HQ é coisa de nerd, desengonçado e lento. Futebol é coisa de moleque, esperto e atlético. Sempre foi assim: cada menino, desde pequeno, com sua diversão compatível. Eu, pelo menos, sempre gostei dos dois, e não consigo definir a qual hobby tenho mais afeto. Como desenvolvi meu gosto unindo futebol e HQs, acredito numa convivência normal entre lados tão diferentes. Mas confesso como sempre foi difícil reunir as duas turminhas pra brincar, a dos nerds e a dos boleiros.

Placar_fut_2No meio desse dilema da natureza humana, lá vai a Editora Abril tentando juntar quadrinhos e futebol de novo. O novo projeto da editora se chama Super Estrikas, e será uma HQ que contará as histórias da “maior equipe de futebol de todos os tempos”, num campeonato conhecido como Super Liga. A franquia Super Estrikas, na verdade, é mundial, e as suas histórias já foram publicadas em vários países. Já que o Brasil é o país do futebol, nada mais natural do que lançá-la aqui, né?

A revista será publicada no final de agosto e virá como um suplemento gratuito da revista de esportes da editora, a Placar, do mês de setembro. O interessante é a forma de arrecadar dinheiro com publicidade encontrada por seus idealizadores. As logomarcas dos patrocinadores aparecerão desenhadas nas placas pelo estádio e nas camisas dos uniformes, exatamente como nos jogos de futebol normais. Uma grande cartada dos criadores, que trará muita publicidade se a revista fizer sucesso.

Unir futebol e quadrinhos, como eu bem sei por experiência própria, é bem difícil, mas pode dar certo. O formato que o Super Estrikas encontrou vai fundo nessa idéia, criando uma HQ onde os personagens principais são os jogadores e as equipes. Como eu disse, a linha é mundial, e deu certo em outros países. Pode dar certo por aqui, mas eu quero esperar pra ver a qualidade do material antes.

Mas olha, esse papo de futebol, nerds, infância e tal, me lembrou muito de Super Campeões. Quem aí assistia? Eu assistia. Aah, e como assistia! Era meio tosco, a bola mais parecia um disco, os jogadores corriam bizarramente, o nome que eles davam aos chutes eram toscos, mas era divertido. Aliás, só quem viveu aquela emoção toda sabe como era divertido. Então, para relembrar, por que não revemos a abertura do anime em português?

Checklist de Junho

junho 21, 2009

Eu sei, gente, Junho já tá quase acabando. Talvez seja um pouco tarde pra publicar uma checklist. Mas calma, a culpa não é totalmente minha! O site Universo HQ só publica suas checklists praticamente na metade de cada mês. O link que utilizo aqui é de uma página deles, por isso, fico completamente dependente do site.

Mas vocês, leitores, não terão problemas. É que as revistas da principal editora, a Panini, chegam às bancas com um atraso enorme também. Mesmo sendo quase final do mês, é provável que as melhores revistas ainda nem estejam a venda. Então, como acabei de explicar, essa postagem ainda é muito válida, e aqui está a checklist de Junho!

Para acessá-la, é só clicar aqui.

Agora, vamos ao mais importante: o glorioso Troféu Starbucks de melhores lançamentos do mês!

marvel-logo

And the Starbucks goes to…

starbucks1Demolidor – Diabo da Guarda

O lançamento desta revista estava programado, na realidade, para o mês passado. Mas, por algum problema na distribuidora, foi reprogramado para Junho. Vantagem pra mim, que agora ganhei a oportunidade para destacá-lo. Confesso que ainda não li, mas só ouço elogios por aí sobre o trabalho do Kevin Smith nesse arco do Demolidor. E, cá entre nós, é o Kevin. Precisa falar dele?

dc_logo

End yl Starbucks birsa ünst…*

starbucks1Lanterna Verde – Crepúsculo Esmeralda

Esse é daqueles relançamentos que dão orgulho. Mas também dão um aperto no coração danado. Orgulho porque a aventura é muito interessante, e foi escrita num momento muito bom do Lanterna, tornando-se um clássico. E o aperto no coração é quando você constata que não tem grana o suficiente para adquirir esse belo item para sua coleção. Mas se você tiver dinheiro, não deixe escapar!

*”e o Starbucks vai para…” em sueco

Você conhece o Come-Comix?

junho 13, 2009

Navegando pela internet nesse sabadão pós dia dos namorados, encontrei um blog deliciosamente divertido: o Come-Comix.

Idealizado pelo cartunista Eduardo Santos, o blog reúne algumas de suas tirinhas, as quais ele publica desde os 16 anos. Natural de Jequié, interior da Bahia, Eduardo é um artista notável, já que, além de muito talentoso, trabalha com quadrinhos num ambiente tão desfavorável como uma cidade do interior baiano.

Lá você encontrará tirinhas e esboços de seus personagens, entre eles o Galo Edelnizo. A temática é um humor leve e muito agradável. Vale muito a pena conferir! Para acessar o site, clique aqui.

Agora, uma prévia, relembrando o dia dos namorados:

Tira - Pensando no Amor

Quem é quem em Gotham City?

junho 12, 2009

cabeça

ATENÇÃO: Muito cuidado com esse post, realizado leitor do Café com Gibi. Aqui você encontrará spoilers pra dedéu. Por isso, preferi publicar o texto nesse estilo camuflado. Mas se você quiser ignorar os spoilers, é só selecionar o texto (daquele jeitinho mesmo, com o mouse e panz) e ler normalmente.

Ah, sim! Esqueci de você, leitor que desconhece os jargões comuns da internet. Spoiler é toda informação que pode estragar sua futura diversão ao consumir algum produto de entretenimento. É tipo um amigo contar o final do filme antes de você assistir a ele, sacou? Então pronto, tá esclarecido. Vamos lá.

O pessoal que acompanha as novidades da DC Comics direto dos EUA já sabe: rolou um BBB por lá. Sim, amigo leitor, o Batman Bateu as Botas. Na verdade, foi quase isso. Não tá totalmente confirmada a morte, sabe como é, difícil alguém morrer pra valer numa HQ. Ainda mais o Batman. Mas a morte de um dos principais heróis dos quadrinhos já causou rebuliço o suficiente no universo da editora.

Com o aparente sumiço de seu vigilante-mor, Gotham City mergulhou num verdadeiro caos. Robin, Asa Noturna e outros pupilos de Bruce Wayne até tentaram resolver a situação, mas não conseguiram. Só o retorno do Batman conseguiria impor respeito o suficiente para trazer a paz novamente à cidade.

Foi por isso que, recentemente, rolou lá nos EUA o arco Battle For The Cowl, que revelou a identidade do novo Batman. Agora, todo dcnauta já sabe que Dick Grayson (Asa Noturna e primeiro Robin) assumiu o manto da morcega e Damian Wayne (filho de Bruce com Thalia Al Ghul) é o novo Robin. Mas e os outros personagens do universo do Batman? Quem será a nova Batgirl? E o que acontecerá com Tim Drake (o Robin despromovido)? O que ele vai fazer da vida agora, meu Deus? Eu tenho minhas teorias.

A DC divulgou, nessa semana, uma imagem misteriosa da Batgirl. Na figura (que você confere aí embaixo), aparece alguém vestindo o antigo uniforme de Batgirl, que era usado por Barbara Gordon. Futuramente, revelarão quem está por trás da heroína, mas eu já sei quem é: Cassandra Cain! Não acho que ela deixará de ser a Batmoça. Ela apenas evoluirá. Acho que a Cassandra se tornará uma heroína mais equilibrada e responsável, o que justificaria o uniforme original.

batgirl-2-a

A DC também divulgou sua nova publicação regular, que será entitulada Red Robin. A revista acompanhará as aventuras desse personagem, que já foi utilizado esporadicamente pela editora, inclusive em Countdown. Na história, o Robin Vermelho não acredita na morte de Bruce Wayne, e investigará seu paradeiro. Ainda não revelaram quem está por trás da máscara, dizem que essa informação está guardada para as edições 5 ou 6. Mas eu tenho um palpite: Tim Drake, claro! O buchinha ficou sem seu uniforme de Robin e, provavelmente, não poderá assumir o de Asa Noturna, já que esse codinome está sendo usado por Christopher Kent no universo de Superman e a DC não aceitaria dois heróis com a mesma alcunha. Quem o Tim seria, a Batgirl? Até faria sentido, mas… Não, não, o novo Red Robin é o Tim Drake!

robin-vremelho-1-a

É claro que isso tudo é estratégia de marketing do Dan DiDio (já expliquei, num post anterior, quem ele é), já que essa dúvida na cabeça dos leitores vai aumentar, e muito, as vendas. Então, enquanto estiver vendendo a beça, ele nem se preocupará em revelar quem é quem. Mas esperemos pra ver se eu estou certo.

Luluzinha ressurgirá em versão teen

junho 4, 2009

aaaa

O Café com Gibi! recomenda: esse post pode ser melhor compreendido ao som de NxZero.

Quando lançaram A Turma da Mônica Jovem e a revista se tornou um grande sucesso, eu senti que a coisa realmente ia feder. Foi como se tivessem ativado uma bomba relógio: não ia demorar muito até que alguém aparecesse com outra turminha do barulho crescidinha. Mas agora, já era – KABOOM! – a bomba explodiu. E essa veio forte. Resolveram “adolescentizar”, também, a Turma da Luluzinha.

Tá na cara que Luluzinha Teen e Sua Turma quer embarcar na mesma onda de sucesso que a nova revistinha da Mônica. A temática, vejam só, é a mesma. Os personagens clássicos criados pela cartunista norte-americana Marjorie Henderson Buell (1904-1993) sofreram uma drástica mudança e agora são adolescentes, daquela forma bem estereotipada mesmo. Aliás, vejam só a descrição do próprio site da revista:

Uma nova Luluzinha está chegando. Só que agora ela cresceu. Aliás, ela e toda turma. O Bolinha, a Aninha, a Glorinha e o Alvinho continuam juntos com a Lulu vivendo aventuras, os conflitos pessoais, as paixões, as provas da escola e as festinhas (que não podem faltar, né?) que os adolescentes como você vivem também.

Com a Lulu a música, a moda, e a internet estarão sempre presentes. Vários detalhes da vida e das aventuras da Lulu e de seus amigos serão contados no blog da Lulu, no Orkut e no Twitter. Isso mesmo, a Lulu é tão conectada, legal e descolada quanto você!!

Exatamente como em A Turma da Mônica Jovem, os personagens de Luluzinha Teen perderão suas características marcantes, que serão substituídos por outras mais próximas da galerinha leitora. Por exemplo, a Lulu perderá seus cachinhos tão famosos e o Alvinho será um surfista. Até aí, ok. Mas aceitar um Bolinha magrelo é realmente muito difícil, hein?

A revista, que será escrita em estilo mangá, chegará às bancas em Junho pela Pixel Media – selo da Ediouro que até pouco tempo publicava obras de alto nível da Vertigo ou WildStorm. A produção será totalmente nacional, o que é uma grande notícia. Os artistas brasileiros precisam realmente de um lugar para trabalhar e esse lançamento pode até fortalecer a indústria de quadrinhos no nosso país.

A capa da primeira edição já foi divulgada, e você pode vê-la aí embaixo. A história contará com a participação da cantora Pitty. Pra quê coisa mais teen?

Boa sorte.

capa